Os consumidores no respeito pela propriedade intelectual.

Hoje, na sociedade da informação e do conhecimento, o ativo mais valioso que temos é o cérebro, enquanto fonte de criatividade, inovação e empreendedorismo.

Proteger o nosso próprio trabalho e respeitar o trabalho intelectual dos outros é cada vez mais importante na vida profissional e privada de todos.

Quais são os princípios básicos que nos permitem respeitar as nossas próprias ideias e as dos outros, bem como o seu valor e os benefícios financeiros, sociais e culturais de tal potencial intelectual?

Enquanto consumidores, as nossas escolhas devem respeitar a propriedade intelectual (a propriedade industrial e o direito de autor) e combater a contrafação e a pirataria que podem por em causa os nossos direitos, a nossa segurança e até colocar em risco a nossa saúde.

Dá valor às boas Ideias, respeita as marcas e os autores!

brain ideas

Contacte as equipas regionais da DECOJovem

Ficha Técnica

Agradecemos o apoio na construção dos conteúdos a:

Professor Carlos Pinheiro

INPI – Instituto Nacional da Propriedade Intelectual

IGAC – Inspeção Geral das Atividades Culturais

RBE – Rede de Bibliotecas Escolares