Apresentação do Referencial de Educação do Consumidor

As escolas já podem contar com um Referencial de Educação do Consumidor para preparar os jovens consumidores para o futuro!

Foi esta segunda-feira, dia 18 de março, o dia escolhido para apresentar o Referencial de Educação do Consumidor, no Exploratório Ciência Viva, em Coimbra.

O evento contou com a presença do Secretário de Estado da Defesa do Consumidor, João Torres e do Secretário de Estado da Educação, João Costa que destacaram a importância deste recurso tão necessário para as escolas, elogiando o trabalho conjunto desenvolvido pelas equipas da DECO, da DGE e da DGC.

Educar para o consumo é capacitar cada jovem enquanto consumidor que acede à informação, que escolhe com critério e que não descura a responsabilidade social dos seus comportamentos.

Assim, o Referencial da Educação do Consumidor é um guia orientador para a abordagem da Educação do Consumidor em vários níveis de ensino, do pré-escolar ao secundário. As escolas poderão utilizar este recurso para que as crianças e jovens elevem os conhecimentos e competências como consumidores, tornando-se consumidores mais críticos capazes de responder aos desafios da sociedade atual.

Foram escolhidos para este referencial os temas mais relevantes e emergentes da educação do consumidor:

  • O Consumo: Enquadramento e Evolução;
  • Os Direitos e Deveres do Consumidor;
  • O Consumo de Bens e Serviços;
  • A Segurança dos Produtos e Serviços e a Proteção da Saúde dos Consumidores;
  • O Marketing e a Publicidade;
  • As Famílias, a Gestão Financeira e o Consumo;
  • O Consumo Sustentável;
  • O Consumo no Mundo Digital.

A experiência da DECO na defesa dos direitos do consumidor e o trabalho desenvolvido nas escolas através do Programa DECOJovem, levou a uma importante contribuição a elaboração deste recurso.

As escolas têm agora mais um recurso para preparar as crianças e jovens para serem os consumidores do futuro, não esquecendo que podem contar sempre com a ajuda da DECOJovem nesta missão!

Conheça o Referencial da Educação do Consumidor